quarta-feira, agosto 31, 2005

Furacões.

Estava agora aqui a ver os estragos do furacão Katrina na CNN e pensei: "Como pode haver dúvidas nos nomes a dar ao furacões?". Apesar dos primeiros furacões cujo o nome me vem à cabeça tem nomes femininos (Katrina, Camila, Jeanne), ainda existem alguns com nome masculino (furacão Andrew), e isto tem de acabar.

DEVIAM TER TODOS NOMES FEMININOS.

Existe lá força mais destruidora que uma mulher? Basta ver o blog da Snowgaze (post: De quem é a culpa?) para ver a maneira como elas fazem os estragos por essas cidades fora.

terça-feira, agosto 30, 2005

Há um ano atrás...

Faz hoje um ano estávamos eu e a Catarina numa pequena vila no sul da Áustria de nome Velden am Worthersee.

Um pequeno paraíso no meio das montanhas e banhado por um lago da mais pura e limpa água (onde é que algum dia em Portugal iamos ver algo disto, as pessoas tratavam logo de sujar aquilo tudo porque, à boa maneira portuguesa, é sempre tudo nosso, e respeito pelos outros nem vê-lo).

Naquele que não era, nem de perto nem de longe, um dos destinos programadas do nosso Interrail, e sendo a decisão de ficar nesta terra feita minutos após termos visto pela primeira vez o lago que a rodeava e segundos antes do comboio parar na estação.

Um lugar de sonho, com a melhor pousada da juventude com que nos cruzámos na viagem e que faz toda a justiça às paisagens da Áustria que vemos na "Música no Coração"...


Paisagem vista do comboio antes de chegarmos a Velden.

Castelo momentos antes de se ver o lago Worthersee.

Eu e Catarina dentro da pousada da juventude (que até praia privada e piscina aquecida tinha)

Ainda dentro da pousada da juventude, vista para o lago.

Centro de Velden, e a sua vista para o lago.

Na praia, para o lago, da pousada, a nadar com os patos.

O coração na estação de Velden, que tão bem nos recebeu.

segunda-feira, agosto 29, 2005

Espanholadas V

O Primeiro-ministro espanhol, em visita oficial a Portugal, iria conhecer uma escola de Lisboa. E o director da escola foi preparar os seus alunos para receberem bem a importante visita.

- Vocês devem ser educados com o senhor Zapatero. Joãozinho, eu vou-te perguntar o que é a Espanha para nós. E respondes que a Espanha é um país amigo.

- Não, senhor director! A Espanha é um país irmão.

- Muito bem, Joãozinho. Mas, não é preciso tanto. Diz apenas que a Espanha é um país amigo.

- Não e não, a Espanha é um país irmão!

- Tá bom, Joãozinho. Mas porque é que achas que a Espanha é um país irmão, e não um país amigo?

- Porque amigos a gente pode escolher!

Ingratidão desfeita...

Portuense nascido e criado, ao fim de 24 anos desfiz a minha ingratidão perante a cidade que me viu crescer...

Culpado de por neste tempo nunca ter subido ao alto do mais emblemático símbolo da cidade, finalmente hoje subi os 225 degraus da torre dos Clérigos, que já impera na paisagem da cidade do Porto desde o ano de 1763, nove anos após o início da sua construção.

Naquele que foi o meu último domingo na cidade do Porto em 4 meses aproveitei o tempo da melhor maneira possível. Aqui ficam alguns "recuerdos" para o futuro:



sexta-feira, agosto 26, 2005

Liga dos Campeões Europeus


Grupo H da Liga dos Campeões:

Inter de Milão (Itália)
FC PORTO (PORTUGAL)
Glasgow Rangers (Escócia)
FC Artemédia Bratislavia (Eslováquia)



Vai ser complicado ir ver jogos... é pena... Pode ser que uma viagem à Eslováquia... quiça...

quinta-feira, agosto 25, 2005

Espanholadas IV


O espanholinho fala com o seu pai:

- Papá, quando yo crescer yo quiero ser como usted.
- Y por que, mi hijo?! - Pergunta o orgulhoso madrilenho.
- Para tener un hijo como yo.

Futebolices...

Já não me bastava um clube português eliminado da Liga dos Campeões (o Sporting e aquele grande - ou não - guarda-redes Ricardo), ainda apanhei agora mais um desgosto neste campo:

Com a eliminação do Sporting o Ajax de Amesterdão passou para o segundo pote na LC, o que com a presença do PSV Eindoven também neste pote faz com que na minha estadia no Holanda as hipóteses de ver o meu FC Porto jogar na Holanda a LC são ZERO.

Agora resta-me ver se o vejo na Bélgica ou arredores. Fiquei com pena... talvez numa próxima oportunidade...

quarta-feira, agosto 24, 2005

Inacreditável.

Nas minhas voltas por blogs encontrei uma referência a esta notícia:

http://news.bbc.co.uk/1/hi/technology/4072704.stm


Um rapaz chinês matou outro por causa de uma espada virtual (espada num jogo de computador). HÁ LÁ COISAS ESTÚPIDAS...

Ultimar preparativos.

Já está tudo tratado e só falta fazer a mala e fazer as despedidas. O nervosinho para a partida para a Holanda aumenta.

Neste momento passam-me pela cabeça as coisas que o Neves escreveu no blog dele (já não está online por isso não ponho o link) antes de ir para ERASMUS. Espero que o final não seja o mesmo...

segunda-feira, agosto 22, 2005

Espanholadas III


Como se faz para reconhecer um espanhol numa livraria?

- Ele é o que pede o mapa-mundo de Madrid.

Os anos passam...

Participei este ano, de uma forma extremamente discreta pela, que acredito, última vez no 24 horas de Street Basket de Vila do Conde (organizado pelo CDJR). Já lá vai o tempo em que conhecia quase todos os que participavam (este ano para encontrar alguns sobreviventes de edições anteriores foi obra). 11 anos depois da primeira edição deste torneio (que mal era conhecido na altura) e dos famosos torneios 3x3 da Sumol, penso: muitos deste miúdos nem sabem o que eram estes torneios (os participantes deste ano eram todos muito novos, muitos eram muito bons, mas repito, todos muito novos).

Já não estou em forma física, já me sinto deslocado no "meio" e acima de tudo, nem a música que se ouve nestes torneios é a mesma. Adorei, todos os torneios que participei, mas parece-me finito...

Todas as directas a jogar basket que fiz ao longo destes anos, com jogos a altas horas da manhã valeram a pena, e não as esqueço...

Espanholadas II


O que é o ego?

- O pequeno espanhol que vive dentro de cada um de nós.

sexta-feira, agosto 19, 2005

Pesadelos.


Tão perto da partida, e eis senão quando numa conversa tão banal que estava a ter, como que num flash do Exorcista, do Hannibal ou mesmo de um jogo do Benfica, me veio à cabeça um pesadelo tão horrível como doloroso:

E se os meus companheiros de casa (vou ter direito a dois que neste momento não faço a mínima ideia quem são) são ESPANHÓIS? O HORROR, o PÂNICO... como é que vou aguentar 6 meses. Pior que as saudades de casa, pior que outra coisa qualquer... espanhóis NÃO...

Em honra a este pesadelo meu e até saber de facto as suas nacionalidades, abro um novo tema neste blog: as Espanholadas...

E aqui fica a primeira:

Qual é a diferenca entre os espanhóis e os terroristas?
- Os terroristas têm simpatizantes.

quinta-feira, agosto 18, 2005

Almost there...

Daqui a 15 dias já devo estar a preparar a cama para dormir a minha primeira noite em Delft...

Ou talvez nem dormir... quem sabe... só sei que falta já muito pouco...

terça-feira, agosto 16, 2005

Polémicas aparte.

Uma visita ao jornal "A Bola" e temos o porquê da polémica:

Clicar na imagem para aumentar

Com Mira em Mira...

Fim de semana alargado e foi mesmo uma visita ao centro do País. O "quartel general" era para ser Praia de Mira, mas acabou por ser Praia de Quiaios (os parques de campismo mais a norte estavam com lotação esgorada). Umas visitas às praias da zona e mais uma visita à Figueira da Foz. Mais passeios por Portugal antes da partida... é bom...

Areal da Figueira da Foz (e que grande areal)

sábado, agosto 13, 2005

Finalmente percebi.

Já sei como se escrevem blogs (demorei um mês para aprender). Acabaram-se os post's enormes. Agora são muitos e pequenos (vamos ver se consigo)...

p.s.: mas das fotos todas não abdico...

O machista gay...

Estive a visitar alguns blogs e encontrei esta preciosidade no blog da snowgazestarkiss :

Carlinhos, o machista gay

O macho latino que diz: "Eu sou machista. Eu para mim a mulher é inferior ao homem... por isso eu só como homens".

quinta-feira, agosto 11, 2005

Conselhos para a vida...

Corria o Verão do ano de 1999 quando ouvi pela primeira vez a música Everybody's Free (To Wear Sunscreen) de Baz Luhrmann. Simplesmente adorei a letra da música. Uma suposta conversa de alguém mais velho com um turma de finalista de liceu, a dar conselhos da vida é o tema da música. Verdade ou não se esta conversa existiu, a letra é fenomenal e devia-nos fazer pensar bastante.

Passaram 6 anos desde essa altura, e ainda gosto de a ouvir. Gosto de pensar que tento seguir estes conselhos ao máximo possível.

Então hoje resolvi traduzir esta letra para português. Obviamente antes de o fazer encontrei já algumas versões traduzidas, mas eram todas em brasileiro e sinceramente não achei nenhuma tradução bem feita (brasileiro... enfim... na net o Português é sempre do Brasil... triste para nós...). Então fiz eu a minha tradução (estou a começar a fazer concorrência à Sandrinha) e esta é a minha versão traduzida da letra "Baz Luhrmann - Everybody's Free (To Wear Sunscreen)", tendo uma ajuda de outras traduções e de ter a música sempre a tocar como fundo:

"Senhoras e senhores da turma de 99:
Usem protector solar...
Se eu pudesse dar um conselho em relação ao futuro,diria: usem protector solar.Os benefícios, a longo prazo, do uso do protector solarforam cientificamente provados. Os demais conselhosque dou baseiam-se unicamente na minha própriaexperiência. Eis aqui os conselhos:
Desfrutem do poder e da beleza da vossa juventude...Mas... esqueçam... vocês só vão compreender o poder e a belezada vossa juventude quando já estes tiverem desaparecido.Mas acreditem em mim, dentro de vinte anos, vãoolhar para as vossas fotos e compreenderão, de um jeito quenão podem compreender agora, quantas oportunidades seabriam para voc~es e quão fabulosos realmente eram. Vocês não são é tao gordos quanto imaginam.
Não se preocupem com o futuro, ou preocupem-se, se quiserem,sabendo que a preocupação é tao eficaz quantotentar resolver uma equacao de algebra mascando chiclete.
É quase certo que os problemas querealmente têm importancia na vossa vida são aqueles quenunca vos passaram pela mente, tipo aqueles quetomam conta nós às 4 da tarde numa qualquerterça feira ociosa.
Todos os dias, façam alguma coisa que seja assustadora para vocês.
Cantem..
Não sejam impiedosos com os sentimentos dos outros. Não tolerem aqueles que são impiedosos com os vossos.
Relaxem..
Não percam tempo com invejas.Algumas vezes vocês ganham, outra vezes vocês vão perder.A corrida é longa, e, no final, só podem contar com vocês próprios.
Lembrem-se dos elogios que receberam. Esqueçam os insultos.(Se conseguirem fazer isto, digam-me como o conseguiram).
Guardem as vossas cartas de amor. Deitem fora extractos bancários antigos.
Estiquem-se..
Não se sintam culpados se não sabem o que fazer da vossa vida.As pessoas mais interessantes que conheço nao tinham,aos 22 anos, nenhuma ideia do que queria fazer da vida.Algumas das mais interessantes de 40 anos que conheçoainda não sabem.
Tomem bastante cálcio, sejam gentis com vossos joelhos.Vocês vão sentir falta deles quando eles se forem.Talvez vocês se casem, talvez não.Talvez tenham filhos, talvez não.Talvez se divorciem aos 40, talvez dancem uma valsa louca na vossafesta de 75 anos de casamento.
O que quer que façam, não se orgulhem nem critiquem demais.Todas as vossas escolhas tem 50% de hipótese de dar certo,Assim como as escolhas de todos os demais.
Aproveitem o vosso corpo da melhor maneira que puderem, não tenham medo dele ou do que as outras pessoas pensam dele.Ele é o vosso maior instrumento.
Dancem... mesmo que o único lugar que tenham para dançar seja a vossa sala de estar.
Leiam todas as indicacoes, mesmo que não as sigam.
Não leiam revista de beleza, tudo que
elas fazem é com que vocês se sintam feios.
Conheçam os vossos pais, vocês nunca sabem quando eles se vão embora de vez. Sejam agradáveis com teus irmaos, eles são o vosso maior vinculo com o passado e aqueles que, no futuro,provavelmente nunca deixarão de estar lá.
Entendam que os amigos vão e vêm, mas que há aqueles pouco preciosos que vocês tem que guardar com carinho.Trabalhem duro para transpôr os obstaculos geográficose da vida, porque, quanto mais vocês envelhecem tanto maisprecisarão das pessoas que conheceram na vossa juventude.
Morem em Nova Iorque uma vez,
mas mudem-se antes que a cidade vos transforme numa pessoa dura.
Morem na Califórnia do Norte uma vez,
mas mudem-se
antes que ela vos transforme nume pessoa mole.
Viajem..
Aceitem certas verdades eternas:Os preços sempre vão subir; os politicos sao todoscorruptos e mulherengos; vocês tambem vão envelhecer.E quando envelhecerem, vão fantasiar que, quando eram jovens,os preços eram acessíveis, os politicos eram nobresde alma e as crianças respeitavam os mais velhos.
Respeitem as pessoas mais velhas. Não espere apoio de ninguem.Talvez tenham uma aposentadoria.Talvez tenham conjugue rico.Mas, vocês nunca vão saber quando um ou outro pode desaparecer.
Não mexam demais com o vosso cabelo. Senão, quando tiverem 40 anosele vai ficar com a aparência de 85.
Tenham cuidado com as pessoas que vos dão conselhos,mas sejam paciente com elas. Conselho é uma forma de nostalgia.Dar conselhos é uma forma de resgatar o passadoda lata de lixo, limpa-lo, esconder as partes feias erecicla-los por um preço maior do que realmente vale.
Mas, acreditem em mim quando vos falo do protector solar..."

P.S.: se encontrarem algum erro, ou acharem alguma coisa mal traduzida, não se preocupem. A Sandrinha trata de me dizer os erros todos que aqui tenho. Ela faz isso mesmo sem eu pedir a quase tudo que escrevo na net, por isso aqui também o vai fazer de certeza.

P.S.2: se não conhecerem a música, gostaram da letra e a quiserem ouvir, falem comigo que eu arranjo-vos uma versão (em inglês, claro).

quarta-feira, agosto 10, 2005

De braços cruzados?

Alguns dias depois juntei algumas ideias e resolvi voltar a escrever. Tenho de fazer assim, pois passar os dias sem fazer nada de útil é para mim complicado e faz com que não tenha muito do que escrever. Não entendo como há gente que não faz ou faz que faz no dia a dia. Não consigo estar muito tempo assim sem ficar perto de dar em maluco. Desde o final dos trabalhos (ou seja, a meio da época de exames) que caminho para a insanidade (os exames não contam porque admito que nunca me aplico como devia, mas preciso de coisas em concreto, palpáveis, para trabalhar. Sempre detestei, teoria por ser apenas teoria, e acho que vou continuar assim. Se
querem que estude teoria, adoro fazê-lo mas qunado estou a estudar porque sei que a vou aplicar realmente de seguida em algo).
Porque caminho para a insanidade? Porque não tenho um objectivo. Ou melhor, tenho. É que comece um novo semestre para finalmente concluir os estudos (pelo menos para já) e poder começar algo novo (diferente).
Isto fez-me pensar (já disse em posts anteriores que isto às vezes acontece), como aguenta muita gente estar tanto tempo parada a fazer que faz? Como podem as pessoas ser o típico Garfield (um dos meus bonecos favoritos de sempre, que apesar de lhe achar imensa piada, não me identifico muito com ele, a não ser nestas últimas semanas)? Eu não aguentava muito tempo assim...
Acho que só vou aprender a dar valor às férias depois de começar a trabalhar a doer. Mas é assim em tudo na vida, não é? Só se dá mais valor às coisas quando elas fogem de nós.

Entretanto para me entreter nestes dias em que tudo serve para passar o tempo fui visitar a Feira Medieval de Santa Maria da Feira. Como já lá vou há alguns anos posso dizer que de ano para ano tem mais gente. Começa a ser confusão a mais para o meu gosto. Porém acho que vou continuar a lá ir todos os anos, pois o Marquitus (o "nosso" cientista do MIT) tem como tradição vir festejar o aniversário a casa, que para ele é em Santa Maria da Feira, precisamente na semana do festival.

Eu e Catarina na Viagem Medieval.

Ainda recebi um convite de uma amiga para fazer com ela de guia a um jovem italiano, estudante de Medicia, de visita à nossa Antiga, Mui Nobre, Sempre Leal e Invicta Cidade do Porto. E assim passamos um dia todo a visitar partes do Porto. Ensinei algumas coisas, mas também aprendi outras, algumas muito curiosas.

O "nosso" turista italiano e a outra guia, a minha amiga Sofia.

"Quem vem atravessa o rio, junto à Serra do Pilar..."

Momento caricato ainda foi ver nesse dia a maneira como "os putos" (lembro sempre do fado "Os Putos" quando uso este termo) na ribeira conseguiram combater o calor que se fazia sentir. Mas melhor que escrever, é ver a foto seguinte em pormenor.

"Os putos" da ribeira a saltar da ponte D. Luis.

quinta-feira, agosto 04, 2005

Férias...

Tenho escrito menos, e durante este mês deve ser assim. Um ou outro post ocasionalmente, só mesmo para contar algo assim mais atribulado. As coisas tem sido pacíficias, e o Mário Soares ainda não se decidiu se vai concorrer para a presidência da República, por isso ainda não vou soltar já os cães (principalmente ao nosso Primeiro Ministro).

E Setembro certamente volto em grande...