quinta-feira, novembro 26, 2015

Acidentes...

No meio das nossas aventuras por vezes fazemos coisas que apesar de seguras tem o seu risco.
Não são actividades mais inseguras do que sair de carro numa terça-feira e ter o azar de ter um acidente, mas quando vemos um acidente grave em algo que já fizemos obviamente que o vemos de uma maneira diferente.

Esta semana caiu um helicóptero em que tínhamos viajado (ou pelo um que fazia exactamente o mesmo percurso que fizemos, partindo do mesmo local). O resgate dos corpos ao fim de alguns dias ainda não terminou visto o lugar ser de extremos difícil acesso. O acidente foi tão grave que as notícias inclusive chegaram a Portugal.

Apesar disso acho que não devemos deixar de fazer as coisas pelo receio de algo correr mal.
Ficam as recordações do nosso voo de helicóptero (que filmamos na nossa visita ao Glaciar Fox) assim como a nossa aterragem no topo do glaciar.

Infelizmente acidentes acontecem... e temos de aproveitar cada momento que temos ao máximo...






quarta-feira, novembro 25, 2015

Festivais fora do normal...


Sim, isto sou mesmo eu a participar num concurso de atirar fardos de palha por cima de uma vara em Hororata, na Nova Zelândia (ainda participei no lançamento de um tronco de madeira mas só tenho vídeo).

No último mês e meio tenho escrito super pouco por isso o primeiro post tinha de ser assim algo fora do normal. E o que é mais fora de normal que os festivais da Nova Zelândia?

O primeiro de dois festivais que visitamos foi o Highland Games onde o tema são as tradições Escocesas.

Óbvio que, como em todos os festivais, há música e dança, mas aqui também havia concursos de quem faz os passos da dança todos correctos.


Claro que não faltaram as pessoas a medir forças num jogo da corda. E acreditem que algumas eram bem fortes. Esta foi a versão amigável...


Havia diversos tipos de actividades onde força e técnica eram medidas não só a atirar fardos como também a lançar troncos que variavam de tamanho, dependendo do nível de dificuldade da competição. E claro com assistência, que se mantinha sempre entusiasmada a assistir ao espectáculo (isto era a nossa mini claque).


Mas neste festival nada foi mais surpreendente que este conjunto de senhoras que em 5 horas fizeram uma camisola de criança desde tosquiar a ovelha até os últimos arranjos. Desde a ovelha até a criança vestir a camisola em 5 horas (repeti intencionalmente). Obra... (e não, a lã não sei em fio da ovelha)


O segundo festival A&P Festival Canterbury, bem perto da nossa casa, impressiona pelos números.
É indescritível a quantidade de pessoas neste festival agrícola. Fica uma foto do parque de estacionamento em relvado, não fosse agrícola.


Os concursos aqui também tem um presença super forte. As provas vão desde as provas dos cães porem as ovelhas dentro de uma cerca ou de um carro...


 ... até aos indescritíveis concurso de tosquia de ovelha, com diversas modalidades desde uso de tesoura até máquinas automáticas ou manuais.


No final elege-se o melhor cavalo, a melhor ovelha, o melhor galo, a melhor lama, a melhor família de animais... etc etc... estes foram os vencedores do dia.


Claro que a comida não falta e tive oportunidade para marcar encontro com as minhas batatas fritas favoritas acompanhados de uma PIMM's.


Estes festivais ainda são oportunidades fantásticas da Sofia interagir imenso com os animais. Ainda mais engraçado quando ela já sabe fazer os sons dos animais. Quando os vê começa logo a imitar.



segunda-feira, novembro 02, 2015

All Blacks: Campeões do Mundo...

Hoje não vou escrever muito, até porque já passou mais de um dia, mas valeu a pena acordar às 4:45 da manhã (hora da Nova Zelândia) para ver a Nova Zelândia a ser campeão do Mundo de rugby pela terceira vez (a primeira desde que cá vivemos).

Fica o resumo do jogo para a história...